Agende seu serviço, nós vamos até você

REDES SOCIAIS

CENTRALS DE
ATENDIMENTO

0800 887 0929

25.11.2019

Nem sempre as montadoras tem razão!

Markus

Um tema que sempre nos deixou sem resposta é o fato das montadoras terem projetos extremamente similares ao redor do mundo, projetados para atender praticamente o mesmo público e o mesmo propósito. Não passamos mais que alguns dias sem ouvir frases como “Ah, se a Tacoma viesse para o Brasil...”, ou “Putz, você viu a nova Colorado que linda?”

Nossa indignação aqui na STRIKE BRASIL tem duas intensidades, e para ilustrar melhor vamos utilizar dois exemplos reais: (1) às vezes esses projetos são só esteticamente diferentes, como é o caso da nossa Chevrolet S10 na América Latina em contraste com a Chevrolet Colorado, nos EUA. Utilizam exatamente a mesma plataforma, mas a que é vendida nos Estados Unidos é quase unanimemente considerada mais bonita, robusta e com design mais bem resolvido. (2) outras vezes o problema é mais grave: os projetos são totalmente diferentes, como é o caso das Toyota Tacoma e Hilux, porém com propostas muito similares (picape de médio porte, voltada para o trabalho, etc). 

 


CHEVROLET COLORADO - FRENTE


CHEVROLET S10 - FRENTE

 
Em pesquisas informais feitas na internet -como por exemplo os nossos parceiros do BF///MS-, a Chevrolet Colorado ganha disparado quando perguntado aos clientes se preferem ela, ou a nossa atual Chevrolet S10. Isso se torna ainda mais evidente, com acessórios como a “Grade Colorado”, sucesso de vendas para donos de S10 querendo deixar a camionete mais parecida com a sua irmã Americana. A Chevrolet, mais do que ninguém, deveria saber que esse público é o pivô que move as vendas da camionete, comprovado também pelo grande sucesso da propaganda “Chevrolet S10 | Boca Cheia”, que apela para a força do agro e nossa atual situação político-econômica.




ENQUETE NA PÁGINA DO INSTAGRAM @BFMSOFICIAL



Voltando agora os olhos para a Toyota, nossa crítica é ainda mais severa: não só o design da Tacoma é mais atrativo que o da Hilux, mas qual é a justificativa para manter DOIS projetos com propostas extremamente similares, com custos exorbitantes para serem desenvolvidos e executados? Sob qualquer ponto de vista não existe lógica em ter dois modelos diferentes, com produção e estoques diferentes de peças, dificultando diagnósticos e dispersando conhecimento que poderia ser focado em apenas um modelo. Tudo isso custa milhões a mais para a montadora, que poderiam ser revertidos em valores inferiores no produto final: a Toyota Hilux é a camionete mais cara (de longe!) da categoria, sem qualquer justificativa no desempenho, equipamentos ou estética. Imagine se todo o desenvolvimento da nova Hilux 2016, pudesse ter ser revertido em valores mais competitivos, e a Toyota optasse por vender aqui a Tacoma acoplada à um motor diesel já existente em sua linha de produção?



TOYOTA TACOMA


TOYOTA HILUX



No fim das contas, a Chevrolet está anos na frente da Toyota nesse quesito. Entendemos que alguns mercados exigem que os veículos tenham leves mudanças visuais para serem melhor recebidos -mesmo que na nossa opinião a Chevrolet tenha sido infeliz em sua decisão e o modelo Brasileiro é nítidamente mais “feio” que o Americano- mas na nossa opinião nada justifica ter duas plataformas diferentes para atender a uma demanda por um produto praticamente idêntico.

Acreditamos que ambas tem uma lição muito grande à aprender com a Volkswagen -na verdade com todo o grupo VAG-, que utiliza plataformas globais e trens de força modulares e padronizados. Quem sabe por isso a Amarok, que muitos diziam ser uma “aventura” da marca alemã no segmento de picapes, vem convertendo muitos clientes fiéis de outras marcas por aí...

À titulo de curiosidade para essa matéria, as diferenças nas dimensões das camionetes que utilizamos de exemplo na matéria estão listadas abaixo:

S10/Colorado, têm as mesmas dimensões.
Tacoma é 2cm mais baixa que a Hilux; 3,5cm mais larga; e 8cm mais longa.

Site Desenvolvido por:

Comece uma conversa

Olá! Selecione seu estado e cidade.