Agende seu serviço, nós vamos até você

REDES SOCIAIS

CENTRALS DE
ATENDIMENTO

0800 887 0929

14.05.2020

Remap x chipagem: qual a diferença e qual o melhor para o seu veículo?

Quer saber qual a melhor opção para o seu veículo? Continue lendo este post

Strike Brasil

Com o avanço da tecnologia dentro da indústria automobilística, novas ferramentas e serviços surgem para melhorar o desempenho nos motores. Essas alterações conseguem proporcionar maior potência, torque e aceleração. 

Digamos que hoje o que temos em nossas mãos são computadores sobre rodas - e não apenas veículos. A central eletrônica (ECU) controla praticamente o carro todo, como se fosse um cérebro, indo desde a injeção de ar/combustível que é enviada para o motor, até o painel de mídia do som do veículo.  

Hoje no mercado existem diversas maneiras de conseguir isso, por isso separamos esse conteúdo para esclarecer a diferença entre reprogramação de injeção eletrônica e chipagem. Quer saber qual a melhor opção para o seu veículo? Continue lendo este post!


O que é chipagem?


É a instalação de um chip, um módulo externo, no carro para enganar as informações que são enviadas para a central. Ele obtém os valores que são recebidos dos sensores do carro, muda essas informações recebidas e envia esse sinal alterado para a central eletrônica. 

Um chip de potência, como o próprio nome já diz, atua diretamente na potência do motor, então ele altera os sensores para parecer que estão mais baixos: o carro então solta mais potência. 

O chip de pedal, que é responsável por melhorar o tempo de resposta do acelerador funciona mais ou menos assim: O motorista pisou 50% do acelerador e ele envia o sinal para o carro como se tivesse pisando 70% - o carro vai achar que o motorista pisou a mais e vai responder mais cedo.
 

O que é Remap (reprogramação de injeção eletrônica)?


Já na reprogramação de injeção eletrônica, é feito uma alteração no comando do veículo. Os códigos são reescritos e reprogramados para otimizar o carro, aumentando a potência do motor e o torque.

Os valores dos mapas são alterados de forma real. Assim a Central Eletrônica coordena de forma precisa todos os valores, que estão contidas em seu novo código que foi reprogramado.

Para saber tudo sobre reprogramação de injeção eletrônica, recomendamos a leitura desse texto O que é reprogramação de injeção eletrônica? onde abordamos tudo sobre Remap.
 

Qual a diferença entre Remap x Chipagem?


A principal diferença é que enquanto a chipagem é um sistema que engana a ECU, no Remap as tabelas são reprogramadas. Na chipagem, seu veículo pode apresentar falhas após um período de uso, devido ao tempo que sua Central ficou recebendo informações erradas e teve que ficar corrigindo os sensores. 

O Remap é bem mais seguro, não deixando brecha para leituras erradas ou correções excessivas. Na Strike Brasil, por exemplo, os engenheiros que fazem o programa que colocaremos em seu carro são os mesmos que fazem os programas para os SAFETY CAR da Fórmula 1 da etapa da Itália!
 

O resultado é o mesmo entre Remap x Chipagem?


Não, o resultado do Remap é bem superior.

O chip de potência, por exemplo, vai conseguir mudar a releitura de uns dois ou três sensores, pressão de turbo, pressão de injeção de combustível e o tempo de injeção de combustível. São duas ou três alterações pontuais que o chip faz e chega no resultado enganando seu carro. 

Com a reprogramação de injeção eletrônica, é possível mexer e mudar os códigos de inúmeros pontos do carro e entregar um resultado muito mais uniforme, sem enganar o carro. 

Com o Remap é possível fazer coisas que com o chip se tornam muito difíceis, como é o caso de desligar um catalisador, desligar um Filtro de partículas (DPF), ligar um ciclo de funcionamento de uma válvula EGR, desligar limitador de velocidade. Essas coisas não se consegue com chip de potência, por exemplo. 
 

Qual é melhor?


Diferentemente da chipagem, na reprogramação não é necessária nenhuma instalação de peça externa ao veículo pois ela é feita no software (computador cérebro) na própria injeção eletrônica, isso também acaba oferecendo um maior ganho de potência, torque e mais eficiente em aceleração e autonomia. 

O Remap é mais seguro quando o assunto é longevidade do seu sistema pois durante os novos softwares são desenvolvidos sempre dentro da margem de segurança do veículo/máquina. Jamais colocaremos potência e torque excessivos que possam danificar prematuramente o conjunto.
 

Remap não é tudo igual


A Strike Brasil é a maior autoridade em Remap (reprogramação de injeção eletrônica) da América Latina, contando com mais de 30 unidades espalhadas pelo Brasil, Bolívia e Paraguai. Nossos mapas são desenvolvidos por uma equipe especializada de engenheiros europeus, altamente treinada e que segue um rigoroso padrão de qualidade.

Quer deixar o seu veículo mais potente com o nosso remap? Clique aqui e fale conosco.


 

Site Desenvolvido por:

Comece uma conversa

Olá! Selecione seu estado e cidade.